O USO DA RAZÃO

O uso da razão é um privilégio atribuído aos seres racionais. Um privilégio que não segue meros instintos, mas pensamentos e lógica.

Desde os primórdios da humanidade que nós, através das nossas capacidades racionais estabelecemos ideologias, doutrinas e regras. E como muitos sabem a civilização humana está em constante mudança, logo estas ideologias, doutrinas e regras podem não se adaptar com todos, que através do uso da razão não aceitam qualquer tipo de situação sem conscientemente a analisar. O facto do uso da razão ter uma importância tão fundamental na forma de pensar, leva as pessoas a quererem e executarem uma mudança drástica. Isto,  em alguns contextos, leva a revoluções, manifestações, golpes de estado e greves. Felizmente, em muitos casos, esta mudança do predefinido tem um efeito positivo na sociedade como, por exemplo, o movimento dos direitos civis dos afro-americanos liderado por Martin Luther King Jr., a Revolução dos Cravos ou até a queda do muro de Berlim. Apesar do uso da razão ser teoricamente referido como ter sempre o melhor como objetivo, muitos lutam pelas suas ideologias através do “uso da razão” e não têm um bom pensamento nem uma boa execução, como por exemplo as manifestações de Charlotesville, North Carolina, após monumentos confederados terem sido removidos por respeito aos privados de direitos durante a segregação racial no sul dos Estados Unidos da América, que levaram a protestos violentos de grupos da alt-right que incluem neonazis, neofascistas e neoconfederados, todos grupos que promovem um discurso de ódio e supremacia branca. Durante o protesto mataram uma mulher e feriram muitos outros em conflitos violentos durante esse dia.

Com isto em mente, eu pergunto se há limite para o uso da razão e pergunto se o uso da razão é sempre moralmente correto ou se é só derrubar paredes e obstáculos sem um melhoramento na sociedade como objetivo.

                                                            Miguel Martins
11º ano turma 9 outubro 2019

Leave A Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *